segunda-feira, 25 de maio de 2015

Ministro Henrique reúne deputados do PMDB para discutir eleições 2016



O presidente estadual do PMDB, ministro Henrique Alves, se reuniu hoje (25) com os deputados estaduais da legenda. Na pauta: eleições municipais de 2016. Segundo comentários o partido deve lançar candidatos a prefeito no maior número possível de Municípios.

O Deputados Ezequiel Ferreira presidente da Assembleia pretende apoiar candidatos nos municípios onde foi bem votado. Rio do Fogo onde ele teve uma expressiva votação está na pauta dos Municípios que terá seu total apoio.

Assembleia homenageia ex-presidentes e equipe TV legislativa

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, comandará nesta terça-feira (26), às 19h, a sessão solene pela nova programação da TV Assembleia. Na oportunidade serão homenageados os ex-presidentes Robinson Faria e Ricardo Motta, além da equipe de produção do canal.

domingo, 24 de maio de 2015

Água da Praia de Zumbí está imprópria para consumo

video


A água que está sendo oferecida á população da praia de Zumbí, no Município de Rio do Fogo, está de péssima qualidade. Mesmo assim, a população é obrigada a pagar pelo uso desta água ao Serviços Autônimo de Água e Esgotos - SAAE. O que acontece e que o SSAE não se preocupa em fazer a limpeza dos poços nem tão pouco o tratamento adequado para manter a boa qualidade da água consumida pela população. Veja acima o vídeo reportagem da TV Ponta Negra exibida em 21/05/2015.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Rio do Fogo, São Miguel do Gostoso e Pureza acusadas de ‘exportar’ suas grávidas

Pureza, a 65 quilômetros de Natal, foi um dos 40 municípios do Rio Grande do Norte que não registrou ‘filhos’ em 2013. Entretanto, isso tem pouco a ver com a infertilidade das suas moradoras: no mesmo ano, 129 crianças nasceram de residentes da cidade.

A aparente discrepância nos dados do Sistema Único de Saúde, porém, é explicada pela falta de assistência materno-infantil no interior do Estado com a ausência de recursos humanos nos hospitais regionais ou de maternidades e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para partos de alto e médio risco. A peregrinação das mães potiguares acaba na porta das maternidades da capital: naquele ano, dos 20.762 partos ocorridos em Natal, 8.922 eram de mães que não residiam na cidade.

Rio do Fogo é um exemplo emblemático. O município pactuou 20 partos com Natal. Entretanto, em 2014 foram encaminhadas 102 parturientes para as maternidades da capital.


O sistema aponta, porém, que apenas seis bebês nasceram onde suas mães vivem. Os números se repetem com intensidade semelhante em cidades como São Miguel do Gostoso, Pureza, Poço Branco e Ielmo Marinho.

 
Da Tribuna do Norte

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Agentes de endemias de Rio do Fogo não recebem salário em dia

A Prefeitura de Rio do Fogo, mais uma vez, mostra sua falta de respeito com o funcionalismo público municipal. A categoria dos agentes de endemias ainda não recebeu o salário do mês de Abril. A desculpa dada pelo Gestor é a mais manjada possível: que não tem dinheiro pra pagar. Mas aí fica a pergunta que não quer calar: ONDE ESTÁ O DINHEIRO??



Como pode-se observar abaixo, o repasse do FPM feito para a Prefeitura de Rio do Fogo no mês de Maio foi maior, em comparação aos meses anteriores, restando de crédito, após os descontos legais, R$ 152.465,49, valor suficiente para pagar o salário dos agentes de endemias. E porque não foi pago até agora??


DEMONSTRATIVO DE DISTRIBUIÇÃO DA ARRECADAÇÃO
21/05/2015SISBB - Sistema de Informações Banco do Brasil19:09:35
RIO DO FOGO - RN
FPM - FUNDO DE PARTICIPACAO DOS MUNICIPIOS
DATAPARCELAVALOR DISTRIBUIDO
08.05.2015PARCELA DE IPIR$ 69.863,55 C
PARCELA DE IRR$ 511.640,13 C
RFB-PREV-PARC53R$ 10.095,75 D
RETENCAO PASEPR$ 5.815,03 D
RFB-PREV-OB CORR$ 228.198,61 D
RFB-PREV-OB DEVR$ 15.083,93 D
RFB-PREV-PARC60R$ 5.914,54 D
DEDUCAO SAUDER$ 87.225,54 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 116.300,73 D
TOTAL:R$ 112.869,55 C
20.05.2015PARCELA DE IPIR$ 15.553,23 C
PARCELA DE IRR$ 46.315,40 C
RETENCAO PASEPR$ 618,68 D
DEDUCAO SAUDER$ 9.280,29 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 12.373,72 D
TOTAL:R$ 39.595,94 C
TOTAISPARCELA DE IPIR$ 85.416,78 C
PARCELA DE IRR$ 557.955,53 C
RFB-PREV-PARC53R$ 10.095,75 D
RETENCAO PASEPR$ 6.433,71 D
RFB-PREV-OB CORR$ 228.198,61 D
RFB-PREV-OB DEVR$ 15.083,93 D
RFB-PREV-PARC60R$ 5.914,54 D
DEDUCAO SAUDER$ 96.505,83 D
DEDUCAO FUNDEBR$ 128.674,45 D
DEBITO FUNDOR$ 490.906,82 D
CREDITO FUNDOR$ 643.372,31 C
TOTAL DOS REPASSES NO PERIODO
DEBITO BENEF.R$ 490.906,82 D
CREDITO BENEF.R$ 643.372,31 C

DO BLOG: São esses absurdos de gerenciamento e descasos que você irá querer para os próximos quatro anos???


terça-feira, 19 de maio de 2015

PT passa a defender voto distrital misto

O deputado Carlos Zarattini (PT-SP) afirmou há pouco que o Partido dos Trabalhadores passará a defender, na discussão de reforma política, o sistema distrital misto para a eleição de deputados. O PT vinha defendendo o sistema proporcional, com lista fechada de candidatos.
Já o relatório do deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) prevê o sistema majoritário para a eleição de deputados, conhecido como distritão. Zarattini disse que o partido discorda do relatório e, na tentativa de entendimento, passa a defender o sistema misto.
Segundo Zarattini, o sistema misto garante a representação parlamentar dos distritos e ao mesmo tempo garante que as minorias sejam representadas no Parlamento. O deputado salientou que o partido também discorda das doações de empresas às campanhas eleitorais, permitida pelo relatório de Castro.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

RN tem recorde negativo em transparência

Em comemoração aos três anos de vigência da Lei de Acesso à Informação, no dia 16 de maio, a Controladoria-Geral da União (CGU) lança, na manhã desta sexta-feira (15), em Brasília, índice que mede a transparência pública em estados e municípios brasileiros. É a Escala Brasil Transparente (EBT), metodologia criada pela Controladoria para avaliar o grau de cumprimento às normas de Lei de Acesso (Lei 12.527/2011).
Foram analisados 492 municípios com até 50 mil habitantes, incluindo todas capitais, além dos 26 estados e do Distrito Federal. Segundo a escala, os estados do Ceará e de São Paulo são os mais transparentes do país, ambos com nota máxima. Eles são seguidos do Paraná, de Sergipe, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, com notas 9,72; 9,31; 9,17 e 9,17, respectivamente. Em contrapartida, Amapá e Rio Grande do Norte figuram no final da lista com notas zero.